QUARESMA

QUARESMA

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Reunião Mensal da APC-CV

É neste sábado, 15 de abril de 2017, às 15 horas e 30 minutos, no Centro Paroquial da Praia, a REUNIÃO MENSAL da Associação dos Professores Católicos de Cabo Verde (APC-CV), núcleo da Praia.  
Tema: Novo Estatuto do Pessoal Docente
Orador: Prof. Dr. Bartolomeu Varela
Venha e traga um amigo!

Liturgia do dia 10 de abril de 2017 - Segunda-feira Santa

Segunda-feira, 10 de Abril de 2017.
Santo do dia: Beato Antônio Neyrot, presbítero e mártir
Cor litúrgica: roxo
Primeira leitura: Profeta Isaías 42, 1-7
Leitura do Livro do Profeta Isaías:
1'Eis o meu servo - eu o recebo; eis o meu eleito - nele se compraz minh'alma; pus meu espírito sobre ele, ele promoverá o julgamento das nações. 2Ele não clama nem levanta a voz, nem se faz ouvir pelas ruas. 3Não quebra uma cana rachada nem apaga um pavio que ainda fumega; mas promoverá o julgamento para obter a verdade. 4Não esmorecerá nem se deixará abater, enquanto não estabelecer a justiça na terra; os países distantes esperam seus ensinamentos.' 5Isto diz o Senhor Deus, que criou o céu e o estendeu, firmou a terra e tudo que dela germina, que dá a respiração aos seus habitantes e o sopro da vida ao que nela se move: 6'Eu, o Senhor, te chamei para a justiça e te tomei pela mão; eu te formei e te constituí como o centro de aliança do povo, luz das nações, 7para abrires os olhos dos cegos, tirar os cativos da prisão, livrar do cárcere os que vivem nas trevas.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 26 (27)
- O Senhor é minha luz e salvação; de quem eu terei medo? O Senhor é a proteção da minha vida; perante quem eu tremerei?
R: O Senhor é minha luz e salvação.
- Quando avançam os malvados contra mim, querendo devorar-me, são eles, inimigos e opressores, que tropeçam e sucumbem.
R: O Senhor é minha luz e salvação.
- Se contra mim um exército se armar, não temerá meu coração; se contra mim uma batalha estourar, mesmo assim confiarei.
R: O Senhor é minha luz e salvação.
- Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver na terra dos viventes. Espera no Senhor e tem coragem.
R: O Senhor é minha luz e salvação.
Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 12,1-11
- Honra, glória, poder e louvor a Jesus, nosso Deus e Senhor!
- Salve, nosso rei, somente vós tendes compaixão dos nossos erros.
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João:
1Seis dias antes da Páscoa, Jesus foi para Betânia, onde morava Lázaro, que ele havia ressuscitado dos mortos. 2Ali ofereceram a Jesus um jantar; Marta servia e Lázaro era um dos que estavam à mesa com ele. 3Maria, tomando quase meio litro de perfume de nardo puro e muito caro, ungiu os pés de Jesus e enxugou-os com seus cabelos. A casa inteira ficou cheia do perfume do bálsamo. 4Então, falou Judas Iscariotes, um dos seus discípulos, aquele que o havia de entregar: 5'Por que não se vendeu este perfume por trezentas moedas de prata, para as dar aos pobres?' 6Judas falou assim, não porque se preocupasse com os pobres, mas porque era ladrão; ele tomava conta da bolsa comum e roubava o que se depositava nela. 7Jesus, porém, disse: 'Deixa-a; ela fez isto em vista do dia de minha sepultura. 8Pobres, sempre os tereis convosco, enquanto a mim, nem sempre me tereis.' 9Muitos judeus, tendo sabido que Jesus estava em Betânia, foram para lá, não só por causa de Jesus, mas também para verem Lázaro, que Jesus havia ressuscitado dos mortos. 10Então, os sumos sacerdotes decidiram matar também Lázaro, 11porque, por causa dele, muitos deixavam os judeus e acreditavam em Jesus.
- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor
Comentário do dia por São João Crisóstomo (c. 345-407)
Presbítero de Antioquia, Bispo de Constantinopla, Doutor da Igreja
Homilia 15 sobre a Carta aos Romanos; PG 60, 543-548

«Pobres, sempre os tereis convosco»
O Pai não poupou o seu próprio Filho (Rom 8,32); e tu não dás sequer um bocado de pão Àquele que foi entregue e imolado por ti. Por ti, o Pai não O poupou; e tu passas com desprezo ao lado de Cristo que tem fome, enquanto vives dos benefícios que Ele te conquistou. [...] Ele foi entregue por ti, imolado por ti, vive em necessidade por ti e quer que a tua generosidade seja vantajosa para ti; mesmo assim, tu não dás. Haverá pedras tão duras como o vosso coração quando tantas razões o interpelam? Não bastou a Cristo sofrer a morte e a cruz; Ele quis ainda tornar-Se pobre, mendigo e nu, ser metido na prisão (Mt 25,36), a fim de que ao menos isso te tocasse: «Se nada me dás pelas minhas dores», diz-nos, «tem piedade de Mim por causa da minha pobreza. Se não queres ter piedade de Mim por casa da minha pobreza, que seja a minha doença a vergar-te, que sejam as minhas correntes a enternecer-te. E, se isso não te toca, consente ao menos por causa da pequenez do pedido. Não te peço coisas difíceis; peço-te pão, um teto e umas palavras de amizade. [...] Estive preso por ti e continuo a estar, a fim de que, comovido com as minhas cadeias do passado ou com as do presente, tu queiras ser misericordioso para comigo. Passei fome por ti, e continuo a passar. Tive sede quando estava suspenso da cruz e continuo a ter sede pelos pobres, a fim de te atrair a Mim dessa maneira, e te salvar». [...]
Com efeito, Ele diz: «Quem recebe um destes pequeninos, a Mim recebe (Mc 9,37) [...] Podia coroar-te sem isso, mas quero tornar-Me teu devedor, a fim de que uses a coroa com segurança. É por isso que, podendo alimentar-Me a Mim próprio, ando a mendigar dum lado para o outro, me coloco à tua porta e te estendo a mão. É por ti que quero ser alimentado, porque te amo ardentemente. A minha felicidade consiste em estar sentado à tua mesa.»

Fonte: www.arautos.org

quarta-feira, 29 de março de 2017

RETIRO QUARESMAL DA APC-CV



Retiro Anual dos Professores Católicos
Capela dos Capuchinhos em S. Filipe – Cidade da Praia
Dia: 1 de abril de 2017
Das 9:00 às 15:30

Liturgia do dia: 29 de março de 2017

Quarta-feira, 29 de Março de 2017.
Santo do dia: Beato Bertoldo, monge
Cor litúrgica: roxo
Primeira leitura: Isaías 49, 8-15
Leitura do Livro do Profeta Isaías:
8Isto diz o Senhor: 'Eu atendo teus pedidos com favores e te ajudo na obra de salvação; preservei-te para seres elo de aliança entre os povos, para restaurar a terra, para distribuir a herança dispersa; 9para dizer aos que estão presos: 'Saí!` e aos que estão nas trevas: 'Mostrai-vos`. E todos se alimentam pelas estradas e até nas colinas estéreis se abastecem; 10não sentem fome nem sede, não os castiga nem o calor nem o sol, porque o seu protetor toma conta deles e os conduz às fontes d'água. 11Farei de todos os montes uma estrada e os meus caminhos serão nivelados. 12Eis que estão vindo de longe, uns chegam do Norte e do lado do mar, e outros, da terra de Sinim'. 13Louvai, ó céus, alegra-te, terra; montanhas, fazei ressoar o louvor, porque o Senhor consola o seu povo e se compadece dos pobres. 14Disse Sião: 'O Senhor abandonou-me, o Senhor esqueceu-se de mim!' 15Acaso pode a mulher esquecer-se do filho pequeno, a ponto de não ter pena do fruto de seu ventre? Se ela se esquecer, eu, porém, não me esquecerei de ti.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 144 (145)
- Misericórdia e piedade é o Senhor, ele é amor, é paciência, é compaixão. O Senhor é muito bom para com todos, sua ternura abraça toda criatura.
R: Misericórdia e piedade é o Senhor.
- O Senhor é amor fiel em sua palavra, dé santidade em toda obra que ele faz. Ele sustenta todo aquele que vacila e levanta todo aquele que tombou.
R: Misericórdia e piedade é o Senhor.
- É justo o Senhor em seus caminhos, é santo em toda obra que ele faz. Ele está perto da pessoa que o invoca, de todo aquele que o invoca lealmente.
R: Misericórdia e piedade é o Senhor.
Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 5, 17-30
- Jesus Cristo, sois bendito, sois o ungido de Deus Pai!
- Eu sou a ressurreição, eu sou a vida; quem crê em mim, ainda que morra, viverá (Jo 11,25s):
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João:
Naquele tempo: 17Jesus respondeu aos judeus: 'Meu Pai trabalha sempre, portanto também eu trabalho'. 18Então, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque, além de violar o sábado, chamava Deus o seu Pai, fazendo-se, assim, igual a Deus. 19Tomando a palavra, Jesus disse aos judeus: 'Em verdade, em verdade vos digo, o Filho não pode fazer nada por si mesmo; ele faz apenas o que vê o Pai fazer. O que o Pai faz, o Filho o faz também. 20O Pai ama o Filho e lhe mostra tudo o que ele mesmo faz. E lhe mostrará obras maiores ainda, de modo que ficareis admirados. 21Assim como o Pai ressuscita os mortos e lhes dá a vida, o Filho também dá a vida a quem ele quer. 22De fato, o Pai não julga ninguém, mas ele deu ao Filho o poder de julgar, 23para que todos honrem o Filho, assim como honram o Pai. Quem não honra o Filho, também não honra o Pai que o enviou. 24Em verdade, em verdade vos digo, quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, possui a vida eterna. Não será condenado, pois já passou da morte para a vida. 25Em verdade, em verdade, eu vos digo: está chegando a hora, e já chegou, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus e os que a ouvirem, viverão. 26Porque, assim como o Pai possui a vida em si mesmo, do mesmo modo concedeu ao Filho possuir a vida em si mesmo. 27Além disso, deu-lhe o poder de julgar, pois ele é o Filho do Homem. 28Não fiqueis admirados com isso, porque vai chegar a hora, em que todos os que estão nos túmulos ouvirão a voz do Filho e sairão: 29aqueles que fizeram o bem, ressuscitarão para a vida; e aqueles que praticaram o mal, para a condenação. 30Eu não posso fazer nada por mim mesmo. Eu julgo conforme o que escuto, e meu julgamento é justo, porque não procuro fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.
- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor
Fonte: arautos.org

segunda-feira, 27 de março de 2017

Liturgia do dia 27 de março de 2017

Segunda-feira, 27 de Março de 2017.
Santo do dia: São Ruperto de Salzburgo, Bispo
Cor litúrgica: roxo
Primeira leitura: Isaías 65, 17-21
Leitura do Livro do Profeta Isaías:
Assim fala o Senhor: 17Eis que eu criarei novos céus e nova terra, coisas passadas serão esquecidas, não voltarão mais à memória. 18Ao contrário, haverá alegria e exultação sem fim em razão das coisas que eu vou criar; farei de Jerusalém a cidade da exultação e um povo cheio de alegria. 19Eu também exulto com Jerusalém e alegro-me com o meu povo; ali nunca mais se ouvirá a voz do pranto e o grito de dor. 20Ali não haverá crianças condenadas a poucos dias de vida nem anciãos que não completem seus dias. Será considerado jovem quem morrer aos cem anos; e quem não alcançar cem anos, passará por maldito. 21Construirão casas para nelas morar, plantarão vinhas para comer seus frutos.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 29 (30)
- Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes, e não deixastes rir de mim meus inimigos! Vós tirastes minha alma dos abismos e me salvastes, quando estava já morrendo!
R: Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes!
- Cantai salmos ao Senhor, povo fiel, dai-lhe graças e invocai seu santo nome! Pois sua ira dura apenas um momento, mas sua bondade permanece a vida inteira; se à tarde vem o pranto visitar-nos, de manhã vem saudar-nos a alegria.
R: Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes!
- Escutai-me, Senhor Deus, tende piedade! Sede, Senhor, o meu abrigo protetor! Transformastes o meu pranto em uma festa, Senhor meu Deus, eternamente hei de louvar-vos!
R: Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes!
Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 4, 43-54
- Honra, glória, poder e louvor a Jesus, nosso Deus e Senhor!
- Buscai o bem, não o mal, pois assim vivereis; então o Senhor, nosso Deus, convosco estará! (Am 5,14):
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João:
Naquele tempo: 43Jesus partiu da Samaria para a Galiléia. 44O próprio Jesus tinha declarado, que um profeta não é honrado na sua própria terra. 45Quando então chegou à Galiléia, os galileus receberam-no bem, porque tinham visto tudo o que Jesus havia feito em Jerusalém, durante a festa. Pois também eles tinham ido à festa. 46Assim, Jesus voltou para Caná da Galiléia, onde havia transformado a água em vinho. Havia em Cafarnaum um funcionário do rei que tinha um filho doente. 47Ouviu dizer que Jesus tinha vindo da Judéia para a Galiléia. Ele saiu ao seu encontro e pediu-lhe que fosse a Cafarnaum curar seu filho, que estava morrendo. 48Jesus disse-lhe: 'Se não virdes sinais e prodígios, não acreditais.' 49O funcionário do rei disse: 'Senhor, desce, antes que meu filho morra!' 50Jesus lhe disse: 'Podes ir, teu filho está vivo.' O homem acreditou na palavra de Jesus e foi embora. 51Enquanto descia para Cafarnaum, seus empregados foram ao seu encontro, dizendo que o seu filho estava vivo. 52O funcionário perguntou a que horas o menino tinha melhorado. Eles responderam: 'A febre desapareceu, ontem, pela uma da tarde'. 53O pai verificou que tinha sido exatamente na mesma hora em que Jesus lhe havia dito: 'Teu filho está vivo'. Então, ele abraçou a fé, juntamente com toda a sua família. 54Esse foi o segundo sinal de Jesus. Realizou-o quando voltou da Judeía para a Galiléia.
- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor

Fonte: arautos.org

terça-feira, 21 de março de 2017

Liturgia do 21 de março de 2017

Boa reflexão e votos de uma santa terça feira a todos!!! 
 21 MAR 2017
 Evangelho (Mt 18,21-35)— O Senhor esteja convosco.— Ele está no meio de nós.— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus
— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, 21Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: 'Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?' 22Jesus respondeu: 'Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete. 23Porque o Reino dos Céus é como um rei que resolveu acertar as contas com seus empregados. 24Quando começou o acerto, trouxeram-lhe um que lhe devia uma enorme fortuna. 25Como o empregado não tivesse com que pagar, o patrão mandou que fosse vendido como escravo, junto com a mulher e os filhos e tudo o que possuía, para que pagasse a dívida. 26O empregado, porém, caiu aos pés do patrão, e, prostrado, suplicava: 'Dá-me um prazo! e eu te pagarei tudo'. 27Diante disso, o patrão teve compaixão, soltou o empregado e perdoou-lhe a dívida.28Ao sair dali, aquele empregado encontrou um dos seus companheiros que lhe devia apenas cem moedas. Ele o agarrou e começou a sufocá-lo, dizendo: 'Paga o que me deves'. 29O companheiro, caindo aos seus pés, suplicava: 'Dá-me um prazo! e eu te pagarei'. 30Mas o empregado não quis saber disso. Saiu e mandou jogá-lo na prisão, até que pagasse o que devia. 31Vendo o que havia acontecido, os outros empregados ficaram muito tristes, procuraram o patrão e lhe contaram tudo. 32Então o patrão mandou chamá-lo e lhe disse: 'Empregado perverso, eu te perdoei toda a tua dívida, porque tu me suplicaste. 33Não devias tu também, ter compaixão do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti?' 34O patrão indignou-se e mandou entregar aquele empregado aos torturadores, até que pagasse toda a sua dívida. 35É assim que o meu Pai que está nos céus fará convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão.'
 — Palavra da Salvação. — Glória a vós, Senhor.
 Homília 21 MAR 2017 
O coração misericordioso de Jesus está sempre nos perdoando, dando-nos uma nova chance de nos reerguer“'Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?' Jesus respondeu: 'Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete” (Mateus 18,21-22). A pergunta de Pedro é também a pergunta do nosso coração: "Quantas vezes eu consigo suportar o erro e a ofensa do outro contra mim? Quantas vezes o meu coração consegue perdoar quando o outro falha, quando insiste em fazer aquilo que me ofende, que me machuca, quando erra contra mim? Eu consigo perdoá-lo até sete vezes?".Eu penso que nós temos de fazer a pergunta ao contrário: “Senhor, até quantas vezes Deus tem que me perdoar quando eu peco, quando eu falho, quando eu erro?".Quantas vezes você acha que Deus tem que nos perdoar? Eu imagino que se nós limitássemos a graça de Deus para sete, somente sete vezes Ele deveria nos perdoar, e nós já estaríamos a muito tempo excluídos da Sua graça. Poucos ou praticamente ninguém teria acesso ao Reino de Deus se a lógica, se a matemática divina fosse como a nossa lógica ou nossa matemática humana, se nós quiséssemos impor para Deus até o limite de quantas vezes Ele deve nos perdoar.Eu me sento no confessionário para atender o pecador quantas vezes ele vier pedir perdão pelos seus pecados, e não sou eu quem condiciono se perdoo ou não, porque é só Deus quem pode perdoar os nossos pecados! E o coração misericordioso d’Ele está ali sempre nos perdoando, levantando-nos, dando-nos uma nova chance de nos reerguer.Deus é bobo? Ele simplesmente aceita qualquer coisa? Não! Ele é justo, é misericordioso. Na Sua misericórdia, Ele não coloca limites para nos perdoar!Quem experimenta ou vive a dimensão da misericórdia de Deus não pode ser diferente para com seu irmão e irmã. Não podemos colocar limites para a nossa condição de perdoar o outro. Aliás, se quisermos que o outro melhore, temos de usar o mesmo remédio que Deus usa conosco.Deus vai nos perdoando, dando-nos uma chance para nos reerguermos, para nos levantarmos, não nos prostramos, não nos frustrarmos nem desanimarmos. É a misericórdia de Deus que vai nos colocando de pé, e precisamos, da mesma forma, usar de misericórdia para com nosso próximo!Eu sei que, às vezes, cansamo-nos e, por isso, dizemos: “Não consigo mais perdoar essa pessoa! Eu não consigo mais! Já foi demais!”.Quando você achar que perdoou demais, peça para Deus alargar o seu “demais” para a infinitude da Sua misericórdia. Quando você não tiver mais forças para suportar o problema do irmão, o pecado e a fragilidade do próximo na sua casa, no seu trabalho, seja lá onde você estiver, não recorra a sua miséria humana, mas sim à misericórdia de Deus.A nossa miséria humana é muito limitada. Muitas vezes, não conseguimos perdoar nenhuma vez o erro do outro, mas como a nossa miséria humana é tão carente da misericórdia de Deus, usemos dela para nos relacionarmos uns com os outros.Não é que a misericórdia faça bem apenas para o outro, ela faz bem para nós acima de tudo, ela nos cura, liberta-nos, faz de nós um ser humano mais pleno de Deus, do Seu amor e da Sua misericórdia. Por isso, não deixe de usar a misericórdia de forma plena e infinita para com as misérias do outro, pois Deus usa de misericórdia com nossas misérias. Deus abençoe você!
Fonte. www.canção nova.org

quinta-feira, 16 de março de 2017

Liturgia do dia 16 de março de 2017

Quinta-feira, 16 de Março de 2017.
Santo do dia: Santa Eusébia, abadessa
Cor litúrgica: roxo
Primeira leitura: Jeremias 17, 5-10
Leitura do Livro do Profeta Jeremias:
5Isto diz o Senhor: 'Maldito o homem que confia no homem e faz consistir sua força na carne humana, enquanto o seu coração se afasta do Senhor; 6como os cardos no deserto, ele não vê chegar a floração, prefere vegetar na secura do ermo, em região salobra e desabitada. 7Bendito o homem que confia no Senhor, cuja esperança é o Senhor; 8é como a árvore plantada junto às águas, que estende as raízes em busca de umidade, por isso não teme a chegada do calor: sua folhagem mantém-se verde, não sofre míngua em tempo de seca e nunca deixa de dar frutos. 9Em tudo é enganador o coração, e isto é incurável; quem poderá conhecê-lo? 10Eu sou o Senhor, que perscruto o coração e provo os sentimentos, que dou a cada qual conforme o seu proceder e conforme o fruto de suas obras.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo responsorial 1
- Feliz é todo aquele que não anda conforme os conselhos dos perversos; que não entra no caminho dos malvados, nem junto aos zombadores vai sentar-se; mas encontra seu prazer na lei de Deus e a medita, dia e noite, sem cessar.
R: É feliz quem a Deus se confia!
- Eis que ele é semelhante a uma árvore, que à beira da torrente está plantada; ela sempre dá seus frutos a seu tempo, e jamais as suas folhas vão murchar. Eis que tudo o que ele faz vai prosperar.
R: É feliz quem a Deus se confia!
- Mas bem outra é a sorte dos perversos. Ao contrário, são iguais à palha seca espalhada e dispersada pelo vento. Pois Deus vigia o caminho dos eleitos, mas a estrada dos malvados leva à morte.
R: É feliz quem a Deus se confia!
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 16,19-31
- Glória a Cristo, Palavra eterna do Pai, que é amor!
- Felizes os que observam a palavra do Senhor de reto coração e que produzem muitos frutos, até o fim perseverantes! (Lc 8,15):
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:
Naquele tempo, Jesus disse aos fariseus: 19'Havia um homem rico, que se vestia com roupas finas e elegantes e fazia festas esplêndidas todos os dias. 20Um pobre, chamado Lázaro, cheio de feridas, estava no chão à porta do rico. 21Ele queria matar a fome com as sobras que caíam da mesa do rico. E, além disso, vinham os cachorros lamber suas feridas. 22Quando o pobre morreu, os anjos levaram-no para junto de Abraão. Morreu também o rico e foi enterrado. 23Na região dos mortos, no meio dos tormentos, o rico levantou os olhos e viu de longe a Abraão, com Lázaro ao seu lado. 24Então gritou: 'Pai Abraão, tem piedade de mim! Manda Lázaro molhar a ponta do dedo para me refrescar a língua, porque sofro muito nestas chamas'. 25Mas Abraão respondeu: 'Filho, lembra-te que tu recebeste teus bens durante a vida e Lázaro, por sua vez, os males. Agora, porém, ele encontra aqui consolo e tu és atormentado. 26E, além disso, há um grande abismo entre nós: por mais que alguém desejasse, não poderia passar daqui para junto de vós, e nem os daí poderiam atravessar até nós'. 27O rico insistiu: 'Pai, eu te suplico, manda Lázaro à casa do meu pai, 28porque eu tenho cinco irmãos. Manda preveni-los, para que não venham também eles para este lugar de tormento'. 29Mas Abraão respondeu: 'Eles têm Moisés e os Profetas, que os escutem!' 30O rico insistiu: 'Não, Pai Abraão, mas se um dos mortos for até eles, certamente vão se converter'. 31Mas Abraão lhe disse: `Se não escutam a Moisés, nem aos Profetas, eles não acreditarão, mesmo que alguém ressuscite dos mortos'.'
- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor

Fonte: www.arautos.org

quarta-feira, 15 de março de 2017

Reunião Mensal da APC-CV

É neste sábado, 15 de abril de 2017, às 15 horas e 30 minutos, no centro Paroquial da Praia, a REUNIÃO MENSAL da Associação dos Professores Católicos de Cabo Verde (APC-CV).
Venha e traga um amigo!

Liturgia do dia: 15 de março de 2017

Quarta-feira, 15 de Março de 2017.
Santo do dia: Santa Luísa de Marillac, viúva
Cor litúrgica: roxo
Primeira leitura: Jeremias 18, 18-20
Leitura do Livro do Profeta Jeremias:
Naqueles dias: 18Disseram eles: 'Vinde para conspirarmos juntos contra Jeremias; um sacerdote não deixará morrer a lei; nem um sábio, o conselho; nem um profeta, a palavra. Vinde para o atacarmos com a língua, e não vamos prestar atenção a todas as suas palavras.' 19Atende-me, Senhor, ouve o que dizem meus adversários. 20Acaso pode-se retribuir o bem com o mal? Pois eles cavaram uma cova para mim. Lembra-te de que fui à tua presença, para interceder por eles e tentar afastar deles a tua ira.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 30 (31)
- Retirai-me desta rede traiçoeira, porque sois o meu refúgio protetor! Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, porque vós me salvareis, ó Deus fiel!
R: Salvai-me pela vossa compaixão, ó Senhor Deus!
- Ao redor, todas as coisas me apavoram; ouço muitos cochichando contra mim; todos juntos se reúnem, conspirando e pensando como vão tirar-me a vida.
R: Salvai-me pela vossa compaixão, ó Senhor Deus!
- A vós, porém, ó meu Senhor, eu me confio, e afirmo que só vós sois o meu Deus! Eu entrego em vossas mãos o meu destino; libertai-me do inimigo e do opressor!
R: Salvai-me pela vossa compaixão, ó Senhor Deus!
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 20, 17-28
- Salve, Cristo, luz da vida, companheiro na partilha!
- Eu sou a luz do mundo; aquele que me segue não caminha entre as trevas, mas terá a luz da vida (jo 8,12):
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:
Naquele tempo: 17Enquanto Jesus subia para Jerusalém, ele tomou os doze discípulos à parte e, durante a caminhada, disse-lhes: 18'Eis que estamos subindo para Jerusalém, e o Filho do Homem será entregue aos sumos sacerdotes e aos mestres da Lei. Eles o condenarão à morte, 19e o entregarão aos pagãos para zombarem dele, para flagelá-lo e crucificá-lo. Mas no terceiro dia ressuscitará.' 20A mãe dos filhos de Zebedeu aproximou-se de Jesus com seus filhos e ajoelhou-se com a intenção de fazer um pedido. 21Jesus perguntou: 'O que tu queres?' Ela respondeu: 'Manda que estes meus dois filhos se sentem, no teu Reino, um à tua direita e outro à tua esquerda.' 22Jesus, então, respondeu-lhes: 'Não sabeis o que estais pedindo. Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber?' Eles responderam: 'Podemos.' 23Então Jesus lhes disse: 'De fato, vós bebereis do meu cálice, mas não depende de mim conceder o lugar à minha direita ou à minha esquerda. Meu Pai é quem dará esses lugares àqueles para os quais ele os preparou.' 24Quando os outros dez discípulos ouviram isso, ficaram irritados contra os dois irmóos. 25Jesus, porém, chamou-os, e disse: 'Vós sabeis que os chefes das nações têm poder sobre elas e os grandes as oprimem. 26Entre vós não deverá ser assim. Quem quiser tornar-se grande, torne-se vosso servidor; 27quem quiser ser o primeiro, seja vosso servo. 28Pois, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor de muitos.'
- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor

fonte: arautos.org

terça-feira, 14 de março de 2017

Reunião Mensal da APC-CV

É neste sábado, 19 de março de 2017, às 15 horas e 30 minutos, no centro Paroquial da Praia, a REUNIÃO MENSAL da Associação dos Professores Católicos de Cabo Verde (APC-CV).
Venha e traga um amigo!